O que torna a Escandinávia diferente?

Por:  Rune Møller Stahl e Andreas Møller Mulvad – Jacobin Magazine – 08/04/2015 – Tradução de Gabriel Landi Fazzio

O que explica o forte estado de bem-estar social dos países nórdicos? Dica: não é sua homogeneidade branca.

ptn

Comício de massas em Oslo antes das eleições gerais de 1936. Partido Trabalhista Norueguês / Flickr

Há uma razão pela qual os estados de bem-estar social escandinavos seguem sendo motivo de inveja de muitos ao redor do mundo. Mesmo após décadas de tentativas de reformá-los pelo projeto neoliberal, a Escandinávia exibe uma divisão igualitária de rendimentos relativamente elevados, grandes programas de bem-estar social financiados por impostos, sindicados poderosos e taxas de desempregos relativamente baixas. Continuar lendo

Finlândia faz maior greve geral das últimas duas décadas

Por: Esquerda.Net – 19/09/2015 às 12:18h

Paralisação foi convocada pelas três grandes centrais sindicais do país, que representam 80% da população ativa, contra um pacote de medidas de austeridade decretadas pelo governo após o fracasso das negociações com os sindicatos.

Manifestação paralisou Helsínquia

Manifestação paralisou Helsínquia

Dezenas de milhares de finlandeses manifestaram-se nesta sexta-feira no centro de Helsínquia, paralisando a capital finlandesa, contra um pacote de medidas de austeridade anunciado pelo governo de centro-direita. Continuar lendo

Helsinki pretende acabar com o transporte individual até 2025

Por: EcoDesenvolvimento – 10/08/2014

Helsinki, Finlândia. Cidade pretende acabar com o transporte individual automotivo a partir de 2015 (Foto: Alvaro Sanchez)

Helsinki, Finlândia. Cidade pretende acabar com o transporte individual automotivo a partir de 2015 (Foto: Alvaro Sanchez)

Dispor de um sistema de transporte público confiável e eficiente é uma meta de muitas cidades para desincentivar o uso dos automóveis e, assim, evitar os danos ambientais que eles causam. Há poucos dias, o poder público de Helsinki (Finlândia) anunciou um ambicioso plano que busca fazer, a partir do próximo ano, com que seus cidadãos não tenham motivos para utilizar os carros em 2025. Continuar lendo

Por que o sistema de educação da Finlândia é tão reverenciado

Por: Paulo Nogueira – Diário do Centro do Mundo – 05/04/2014

Tottijärven+koulu+Nokia+iPad-hanke+091112-600x337

Saiu há pouco tempo um levantamento sobre educação no mundo feito pela editora britânica que publica a revista Economist, a Pearson.

É um comparativo no qual foram incluídos países com dados confiáveis suficientes para que se pudesse fazer o estudo.

Você pode adivinhar em que lugar o Brasil ficou. Seria rebaixado, caso fosse um campeonato de futebol. Disputou a última colocação com o México e a Indonésia.

Surpresa? Dificilmente. Continuar lendo

Finlândia pretende pagar um salário mínimo a todos os seus habitantes

Por: Redação – Pragmatismo Político – 26/08/2015 às 10:17

O que você diria se o presidente de seu país anunciasse que a partir de hoje cada cidadão – trabalhando ou não – receberá um salário mínimo? Entenda por que essa medida pode se tornar, em breve, uma realidade na Finlândia.

Finlândia: Com o desemprego em 10%, alguns analistas avaliam que jovens poderão perder a motivação a procurar emprego. O primeiro ministro, Juha Sipila, diz que a medida simplificará o sistema de seguridade social do país

Finlândia: Com o desemprego em 10%, alguns analistas avaliam que jovens poderão perder a motivação a procurar emprego. O primeiro ministro, Juha Sipila, diz que a medida simplificará o sistema de seguridade social do país.

O que você diria se o presidente de seu país anunciasse que a partir de hoje cada cidadão – trabalhando ou não – receberá uma renda básica?

Isso parece um sonho, mas pode se tornar realidade em breve na Finlândia, onde o governo avalia implementar em curto prazo um projeto piloto que estabeleceria o pagamento de um salário básico a seus habitantes, independentemente da situação de trabalho. Continuar lendo

Finlândia será o primeiro país do mundo a abolir a divisão do conteúdo escolar em matérias

Por: Renato Carvalho – Rescola –  23/03/2015

finlandiaseraoprimeiropaisaabolirmaterias00_01

A campainha toca, mas, em vez da aula de História, começa a aula de “Primeira Guerra Mundial”, planejada em conjunto pelos professores especialistas em História, Geografia, Línguas Estrangeiras e (por que não?) pelo professor de Física que achou que seria uma boa oportunidade para trabalhar os conceitos de Balística. À tarde, outro sinal, mas os alunos não vão ter aula de Biologia. Hoje a aula é sobre “Ecossistema Polar Ártico”, ministrada pelos professores especializados em Biologia, Química, Geografia e o de Matemática, que percebeu que os dados sobre o derretimento das geleiras seriam úteis para o estudo de Estatística.

Continuar lendo